Todo tutor quando adota um filhote está esperando desfrutar de momentos graciosos e cheio de ternura, e de fato vai. Porém, é preciso estar preparado para momentos não tão graciosos assim como o pet chorando. Dentre todas as adversidades, o choro do filhote é uma das mais incômodas e deixam tutores preocupados e aflitos. Saiba como lidar com esse infortúnio e o que fazer, a seguir.

Os filhotes têm reações e comportamentos diferentes, alguns choram a noite toda, outros nem tanto, raramente um filhote não irá chorar nunca. É um quadro esperado que exige calma e paciência dos tutores. Saber o que fazer nesses casos é indispensável tanto para os tutores quanto para o próprio filhote.

Porque eles choram?

O choro é maneira de se comunicar que o filhote tem e ele precisa reportar o que está sentindo. Mas o quê e porque ele está sentindo? Imagine que seu filhote antes de estar em sua casa vivia em outro ambiente, primeiro fator adaptação. Agora imagine que esse outro ambiente continha outros cãezinhos e principalmente a mãe e os irmãos. Um choque nada agradável para o bebê pet estar em um novo ambiente sozinho sem a companhia tão agradável de sua família.

Cães filhotes choram demonstrando saudades da mãe, estranhamento ao novo local, adaptação, dormir sozinho em um lugar completamente novo e claro a carência. Nessa fase de adaptação o pet vai precisar muito de atenção e amor, ao ser inserido em uma nova realidade precisa entender que isso será bom para ele, que os tutores o adotaram e serão a nova família responsável por suprir suas necessidades tanto físicas como emocionais.

É importante ressaltar que manter as necessidades primordiais do animal sempre à disposição ajudam na adaptação e minimizam o impacto. Água, ração para filhotes, cama, cobertor e tapete higiênico atendendo a demanda essencial reduzirá os motivos que o bebê peludo tem para chorar, caso contrário além da adaptação ele irá chorar por fome, sede, frio e etc.

O que fazer para acalmar?

Leve o pet a uma consulta com médico-veterinário para iniciar a agenda de vacinas e vermifugação, realizar a pesagem, check-up e indicação de dieta. Agora com certeza de que o pet está saudável e tudo corre bem com a parte fisiológica dele, organize o local onde ele viverá suprindo suas necessidades básicas. E se ainda assim ele chorar muito durante a noite, tente inserir um bichinho de pelúcia para dormir com ele, além de ser confortável deixa o ambiente mais quentinho similar ao que ele dormia com a mãe, sempre juntinhos.

Difusores de feromônio também ajudam bastante acalmando o pet e facilitando a adaptação. Aquecer a cama com secador de cabelo antes do pet dormir é uma dica bacana, pois fica quente e confortável ele tende a adormecer com mais facilidade. Em alguns casos um pano com cheiro da mãe pode ser indicado, afinal se ele não está doente e suas necessidades estão atendidas, o choro provavelmente é saudade da mãe.

Como fazer para o filhote dormir a noite toda sem chorar?

É preciso entender que raros são os casos em que um filhote recém-inserido, em uma nova realidade e rotina, passa a noite toda sem chorar. Ele chora por todos os motivos já citados acima o que é normal. Essa adaptação dura em média de 7 a 10 dias e algumas atitudes simples podem minimizar o choro noturno e até diurno se for o caso.

Pratique atividades físicas com ele, brinque bastante, gaste a energia dele durante o dia para que o sono e descanso seja necessário. Animais cansados dormem mais. Mantenha alimentação adequada e na medida certa para suprir a fome do pet. Verifique se a cama e o cobertor estão adaptados ao clima para que ele não sinta nem frio, nem calor. E mais importante de tudo, dê amor e atenção ao pet recém chegado, é esse cuidado que vai fazê-lo entender que nesse novo ambiente ele é querido e será muito amado.

Posso deixar ele dormir no meu quarto ou na minha cama?

Algumas atitudes que podem silenciar o choro do animal não são muito indicadas, por exemplo, colocá-lo para dormir em sua cama ou sofá. Essa ação será bem recebida pelo pet e na noite seguinte ele irá chorar outra vez, às vezes até com maior intensidade, a fim de ser atendido e levado para cama na companhia do tutor novamente e isso vai se tornar um hábito de difícil reversão.

Então se, não é sua intenção deixá-lo dormir sempre com você não o habitue a isso porque você estará substituindo um “problema” por outro tendo em vista que será outro processo bem difícil tirá-lo da cama depois.

Se após o período inicial, cerca de 7 a 10 dias, o pet continuar chorando a noite, é ideal procurar ajuda de um profissional que pode ser adestrador ou comportamentalista, ambos poderão ajudar nesse processo trazendo resultados positivos na adequação do pet e no bem-estar dele.

Veja Também:

Como cuidar de cães e gatos filhotes?

Cachorrinho novo em casa?

Leave a comment